Projeto mapeou 1,5 milhão de telhados no RJ para avaliar a geração de energia fotovoltaica

Um estudo inédito no Rio de Janeiro mapeou 1,5 milhão de telhados e mostrou que o potencial de geração fotovoltaica nestas áreas é maior que o consumo residencial da capital. Ou seja, se cada residência ou um conjunto de residências, através de uma cooperativa ou consórcio como previsto na Resolução Normativa nº 687 da Aneel, instalassem painéis fotovoltaicos para geração própria de energia acopladas no sistema de distribuição da Light, os consumidores não pagariam mais pela energia consumida.

O mapa desenvolvido em 2015 foi desenvolvido através de uma simulação 3D com base em dados tridimensionais do relevo e das edificações, exceto em edificações em áreas de ocupação informal. Foram consideradas as seguintes variáveis: área total do telhado em metros quadrados; capacidade de geração em quilowatts no horário de pico; irradiação solar nos dias 21 de junho e 22 de dezembro de 2015; e rendimento máximo do sistema fotovoltaico no mesmo período.

O aplicativo está disponível na Internet no endereço http://mapasolar.rio e pode ser acessado por qualquer pessoa e permite avaliar o potencial energético da região.

Deixe uma resposta